Comprovada ação antioxidante de frutas vermelhas

Pesquisa demonstra como substância natural previne câncer e envelhecimento celular precoce

Um estudo da Universidade de Brasília (UnB) traz boas notícias sobre o ácido elágico. Essa substância é a responsável pela coloração vermelha de frutas como amora, cereja e morango – que ajuda a atrair insetos para a polinização – e também pela proteção contra pragas. Suspeitava-se que o composto era capaz de prevenir o envelhecimento precoce de células e também a formação de tumores. A pesquisa não só comprovou a atividade antioxidante dessa substância como mostrou pela primeira vez o mecanismo de ação do ácido elágico na célula animal.

O teste, realizado pela nutricionista Janini Ginani, durante seu mestrado pelo Departamento de Nutrição da UnB, aplicou a substância purificada em células de fígado de rato. Após induzir nessas células a formação de radicais livres – moléculas tóxicas instáveis que necessitam reagir com outras moléculas para se estabilizarem –, foi aplicado ácido elágico para investigar seu efeito sobre essas moléculas.

O teste permitiu identificar a atuação do ácido sobre o radical produzido. “A substância reagiu diretamente com o radical e formou um outro menos reativo e, portanto, menos tóxico. Isso impediu que outras moléculas reagissem com essas moléculas tóxicas, o que evitou danos às células”, afirma Ginani. “A presença do ácido elágico protege as células como um escudo.”

Alguns estudos já haviam sugerido a atividade antioxidante dessa molécula. “Nossa pesquisa confirmou tal atividade e ainda demonstrou como ela se dá, ou seja, como é o mecanismo de ação do ácido elágico”, explica a nutricionista. “Além disso, descobrimos também a ação antioxidante desse ácido antes mesmo da formação dos radicais livres, quando ele se liga ao ferro e ao cobre livres no organismo e impede sua síntese”, diz Ginani. “Esses elementos químicos podem estar envolvidos na formação dos radicais, assim como alguns processos bioquímicos e enzimas.”

Já existem no mercado cápsulas com ácido elágico vendidas para combater o envelhecimento. Entretanto, a pesquisadora alerta para a forma como essas cápsulas são consumidas – como complemento alimentar. ”Se houver um excesso no consumo dessa substância, o efeito pode ser oposto e provocar o aumento da formação de radicais livres”, ressalta Ginani. “O ideal é manter uma alimentação rica em frutas vermelhas, que contêm a substância em quantidades equilibradas.”

(Fonte: Mário Cesar Filho Ciência Hoje Online – 31/jan/06)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s