Famílias brasileiras gastam, em cultura, o equivalente a um ingresso de show por ano

As famílias brasileiras gastaram em média R$ 64,53 com cultura no ano de 2003. O valor, que representa 4,4% do orçamento das famílias, é o equivalente ao de um ingresso para ver Zeca Pagodinho no Credicard Hall, em São Paulo, ou ao de uma meia-entrada para um festival pop como o Nokia Trends.

Do G1, em São Paulo

Os dados constam no estudo Sistema de Informações e Indicadores Culturais divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta (29) e excluem os gastos com telefonia. A pesquisa considera os setores culturais de indústria, comércio e serviços.

As famílias com renda acima de R$ 3.000 gastam 20 vezes mais do que aquelas com renda de até R$ 400, que apresentaram um consumo anual de R$ 11,13 em bens e serviços culturais. Esta quantia não é suficiente para comprar um CD de música ou um ingresso de cinema no país. O estudo indica também que os brancos gastam o dobro dos pretos e pardos.

A região Sudeste do Brasil é responsável por 64% do total de gastos com cultura, sendo que mais da metade (55%) está concentrada no eixo Rio-São Paulo.

É nos municípios que a cultura tem maior representatividade, com aproximadamente 1% do total de gastos. Nos estados, esse número cai para 0,4%. Na esfera federal, apenas 0,03% da despesa orçamentária é voltada à cultura.

O Ministro da Cultura Gilberto Gil concede nesta quarta (29) uma entrevista coletiva para comentar os dados divulgados na pesquisa do IBGE.

E você, o que pensa?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.