Boiada na linha

da Época
por Ricardo Freire

O que leva uma pessoa a ter dois celulares? Eu não sei. E olhe que, até anteontem, eu tinha dois celulares. Mas não consigo me lembrar por que razão exatamente comprei o segundo. Maior cobertura? Tarifas mais vantajosas para ligações locais numa operadora e para interurbanas na outra? Datas diferentes de vencimento da conta, feito cartão de crédito?

Só sei que a telefonia celular constitui uma espécie de universo paralelo, onde todo mundo parece levar mais vantagem do que eu. Talvez porque, a exemplo do que acontece com as bolsas de valores, as outras pessoas saibam a hora certa de entrar e de sair. Quem vira cliente de uma operadora na hora certa ganha regalias. Quem ameaça sair na hora certa ganha ainda mais. Quem se programa para trocar de aparelho numa época de promoção faz ótimos negócios. Mas eu não nasci com esse talento.

Pronto. Acho que lembrei por que tive dois celulares. Foi para poder comparar as operadoras e ver se virava um Gérson da comunicação sem-fio, finalmente levando vantagem em tudo. Só que eu nunca consegui fazer nenhuma comparação. Menos de um mês depois de comprar o segundo celular, perdi o primeiro. O incidente aconteceu durante uma viagem, de modo que não dava para passar numa loja rapidinho e simplesmente substituir o aparelho.

Fui adiando a ida à loja. Lá pelas tantas, minha preguiça, somada a uma absoluta falta de tino comercial para bons negócios no emergente mercado da telefonia móvel, acabou fazendo com que eu me tornasse um proprietário de um celular… e de duas contas. A coisa chegou a tal ponto que a única coisa sensata fazer era cancelar a linha do celular perdido.

Eu sabia o que me esperava. Já tinham me contado. Cancelar uma linha de celular era tão trabalhoso quanto pedir o divórcio. Tão burocrático quanto encerrar uma empresa. Tão demorado quanto resolver um espólio. É uma relação desigual. As operadoras têm departamentos jurídicos – você, não. Elas têm atendentes de telemarketing – você, não. Elas não se incomodam com o gerúndio – você, sim. O sistema delas sai do ar – o seu, não.

Até que um dia tomei coragem, respirei fundo e liguei. Eu sabia que esse seria apenas primeiro de uma série de telefonemas em que eu teria que repetir a minha história do zero para vários níveis da hierarquia. E que, mesmo depois de falar com o chefe do chefe do chefe do supervisor, eu dificilmente escaparia de precisar passar em algum lugar para assinar algum documento e provar que eu sou eu. “Tecle 9 para falar com nossos atendentes”, disse a gravação. Teclei. Contei minha história. A moça foi logo explicando:

– Infelizmente o nosso sistema está fora do ar. O senhor não quer estar agendando uma hora para nós estarmos ligando amanhã?

Não, obrigado. Pensa que eu sou trouxa? Amanhã eu ligo.

É evidente que eu esqueci de ligar no dia seguinte. Mas lembrei anteontem. Então tomei coragem. Respirei fundo. E liguei. Teclei 9. Dessa vez, o sistema não estava fora do ar. O rapaz me transferiu para a supervisora. Repeti minha história.

– O senhor não quer ouvir uma proposta para continuar com a linha?

Engoli seco. Era a minha chance. Tudo o que eu tinha sonhado. Não importava o que ela ia oferecer. Eu podia pedir e negociar. Ligações grátis. Desconto nos interurbanos. Aquele aparelho que está no anúncio. A promoção da concorrente para o dia dos pais. Um estágio para o sobrinho. Vamos, é só pedir! Mas não consegui. Se eu entrasse em acordo, teria que começar tudo de novo na outra operadora.

– Não, obrigado.

Ela então confirmou os meus dados e disse que a linha estava cancelada. Como assim? Não preciso passar em lugar nenhum para assinar nada? Ela nem ouviu. Me transferiu para uma gravação que pedia para eu teclar uma nota para o atendimento.

Teclei nota 9. Desliguei. E fui tomado pelo remorso. Se eu soubesse que cancelar essa linha seria tão fácil, eu não teria saído dessa operadora por nada nesse mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s