Onde está D. Pedro II?

Observando como o dinheiro público está sendo tratado – como se fosse lixo público, nos monturos onde os porcos fuçam – faz lembrar a história de D. Pedro II, ao ser destronado.

Ao enviá-lo ao exílio, os republicanos, sem dúvida com dor de consciência, mandaram-lhe oferecer vários mil contos de réis, para seus gastos de exílado. O digno imperador recusou a oferta e teria ainda comentado algo como: “Que pensam esses rapazes? Dinheiro público é do povo, e não pode ser dispensado dessa maneira”. Mesmo já destronado, o imperador ainda zelava pelos bens do Brasil.

Sem dúvida houve escândalos financeiros no período do império, mas nunca com o aval do imperador, que saiu para viver no exílio, em Paris, num hotelzinho frio e úmido, de ínfima categoria, e lá morreu, provavelmente de pneumonia.

Quando teremos, mais uma vez, homens públicos com a dignidade de um D. Pedro II?

David Gueiros Vieira, historiador

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s