A Amazônia não é nossa

Em O Filtro

Fantástico entrevistou o milionário sueco Johan Eliasch, que está sendo investigado pela Agência Brasileira de Inteligência por suas atividades na Amazônia. “Eu sou uma pessoa que adora árvores e que sempre se preocupou com o desmatamento. Foi assim que me interessei”, justificou-se o empresário. As notícias de que ele vinha comprando terras na Região Amazônica chamaram a atenção dos agentes. Segundo as investigações, Eliasch não tem nenhuma propriedade registrada em seu nome, mas, sim, em nome de um fundo de investimento de que é o principal controlador. Não chega a ser uma ilegalidade, mas aproveita lacunas na legislação brasileira, diz o G1. As principais suspeitas, porém, recaem sobre a ONG Cool Earth, criada por Eliasch. A instituição, que pede doações para a preservação da floresta, seria uma fraude e estaria ligada ao desmatamento de áreas públicas. Leia um perfil do sueco em ÉPOCA (fechado para assinantes) desta semana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s