Twittar ou não twittar

Do jornal O Globo (Editoria O Mundo – 26/04/2009)

Maureen Dowd

SÃO FRANCISCO. Alfred Hitchcock teria amado a sede do Twitter. Pássaros por todos os lados, pintados nas paredes em revoadas, empoleirados na mesa do café, costurados em almofadas e emoldurados nas paredes com balões pedindo para que os funcionários cuidem deles. Eu estive lá com um objetivo simples: queria saber se os inventores do Twitter são tão irritantes quanto sua invenção. (Não são. Eles têm seu charme.) Eu me sentei com Biz Stone, de 35 anos, e com Evan Williams, de 37 anos, e pedi para se justificarem.

EU: Vocês dizem que a concisão do Twitter favorece a criatividade. Então me pergunto se vocês conseguem limitar a resposta a 140 caracteres, como precisam fazer os usuários do Twitter. Parecem telegramas sem notícia. Sabemos agora que, durante a viagem do presidente a Trinidad e Tobago, saía água barrenta do chuveiro de Jake Tapper, da ABC. Há algum pensamento que não mereça ser publicado?

BIZ: Aquele que estou pensando agora.

EU: Vocês sabiam que estavam criando um brinquedo para celebridades entediadas e meninas adolescentes?
BIZ: Definitivamente não criamos para isso.

Mas se querem usar assim, ótimo.

EU: Ouvi falar de uma mulher que twittou no funeral do pai. O que aconteceu com a dor particular?
EVAN: Tenho dores particulares todo dia.

EU: Se o senhor estivesse saindo com uma mulher e ela começasse a twittar no meio, seria motivo de rompimento ou um estímulo?
BIZ: (Secamente.) No meio de quê?

EU: Em algum momento o senhor pensa “não me interessa se meu amigo está comendo um hambúrguer”?
BIZ: Se eu dissesse que estava comendo um hambúrguer, Evan ficaria surpreso porque sou vegetariano.

EU: O que você acha sobre o retrocesso de twittar em blogs? Não é um pouco como a panela implicando com a chaleira?
BIZ: Se as pessoas têm paixão pelo seu produto, quer seja amando ou odiando, ambos são cenários bons. As pessoas podem se ajudar durante desabastecimento de combustível, revoltas, terremotos e incêndios. Essa é a parte mais emocionante.

(Eles estão extrapolando os 140 caracteres, mas deve ser bom sair um pouco da gaiola do Twitter. Evan precisa sair. Biz e eu continuamos).

EU: Vocês não têm medo de serem engolidos pelo Google?
BIZ: Eles não te engolem, te chamam.

EU: Por que vocês batizaram a empresa de Twitter em vez de Clutter (espécie de interferência eletrônica)?
BIZ: Consideramos várias palavras como “Jitter” e outras que refletem um supernervosismo. Alguém sugeriu “Twitter”. Pensei: “Ah, esse é o tipo de informação banal e esgoelada que os pássaros dão.”

EU: O senhor acha que Shakespeare teria twittado?
BIZ: A concisão é a alma da sabedoria, certo?

EU: Houve alguma coisa na sua infância que o motivou a querer destruir a civilização como a conhecemos?
BIZ: A senhora quer dizer aprimorar a civilização, torná-la melhor?

EU: Qual seu livro preferido?
BIZ: Adorava Sherlock Holmes quando eu era criança.

EU: Mas o senhor ajudou a destruir o mistério…

BIZ: Quando você faz circular mais informação, às vezes você pode liberar só uma parte dela, o que só faz o mistério aumentar.

EU: Quando o jornal acabar, eu quero tentar a carreira de ghostwriter no Twitter. Que celebridade mais precisaria de ajuda?
BIZ: Definitivamente não Shaq (Shaquille O”Neal, que twittou no meio de um jogo à revelia do técnico). Britney, talvez.

EU: Gavin Newsom anunciou sua candidatura a governador pelo Twitter e em outros sites. Isso o torna o novo Larry King? BIZ: Anunciou? Não sabia.

EU: Preferia estar amarrada no meio do Deserto de Kalahari, com mel no corpo todo e um monte de formigas vermelhas comendo meus olhos a abrir uma conta no Twitter. O senhor tem algo a dizer para me fazer mudar de ideia?
BIZ: Bem, se você estiver nessa situação, vai querer um Twitter. Pode querer digitar a mensagem “Socorro”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s