A fauna – um ser diferente

Ela levantou do chão e contou as moedas. R$ 1, R$ 1, R$ 0,50, R$ 0,25, R$ 0,25…
Pegou a bengala, a grande sacola, entrou no McCafé e pediu um expresso e um muffin. Sentou numa mesa. Abriu a grande sacola e tirou um frasco de perfume. Usado, amassado, velho mesmo. Passou perfume. Apoiou o queixo na mão e esperou o café, que lhe foi entregue por uma garçonete. Simpática. Tomou com biquinho, não sem antes colocar adoçante e mexer com cuidado. Limpou a boca no guardanapo e o dobrou. Guardou-o na grande sacola. Levantou. Pegou a bengala. Saiu. Atravessou a rua. Sentou no chão e continuou alí, sentanda, mão estendida, esperando mais moedas… para o proximo expresso.

Sim, ela era uma pedinte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s