Tema 13/50: Perguntas de um milhão de dólares: como remunerar em EaD, qual a carga horária, quando alunos por professor?

It depends…

Desde o dia 21 de janeiro, participo de uma iniciativa A Educação a Distância no Contexto Atual: 50 temas e 50 dias online. A ideias é ter 50 dias de debate online, as contribuições serão compiladas e selecionadas e-book. Essa iniciativa é um projeto do Grupo A, a ABED e o Guia EAD Brasil. Vou compartilhar minhas impressões sobre os temas, por aqui. Ótimos 50 dias para nós. A apresentação do tema 13 é: Como remunerar um professor na EAD? O número de horas que um professor dedica ao planejamento da sua disciplina e ao acompanhamento de seus alunos na EAD é, muitas vezes, difícil de mensurar. Isso ocorre, em geral, pela flexibilização de tempo e espaço no modo de trabalho do “mundo” virtual e a redefinição das suas atribuições. Nesse sentido, como calcular a remuneração de um professor na EAD, considerando o professor responsável pela condução da disciplina (não professor autor e a tutoria)? A quantidade de horas designadas para o professor presencial e para o professor na EAD deveria ser diferenciada? Qual a proporção aluno x professor na EAD?


Acho esse tema bem difícil ter uma diretriz única nesse tema. Cada instituição tem uma forma de condução de disciplina a distância, um limite de alunos, um número determinado de interações.

A remuneração por tempo dedicado sempre parece ser a mais justa. O problema sempre vai ser quantificar essas horas. Nesse sentido, primeiro defendo uma remuneração equânime dos professores (presencial e EaD) quanto a hora/aula. Mantendo a minha coerência entre a paridade dos cursos nos dois formatos, a remuneração de hora/aula me parece justa dessa forma – mesmo número de créditos, mesma quantidades de hora/aula, mesma remuneração.

Porém, para EaD, eu proponho um “fator moderador”: o número de alunos. Este fator moderador é necessário pelo trabalho agregado do professor na correção de atividades e atendimento aos alunos. Essas tarefas aumentam de forma significativa o trabalho do professor. O fato de também não existir consenso entre o número de alunos por professor, na modalidade a distância, dificulta uma indicação concreta sobre como, de fato, esse cálculo moderador pode ser feito.

Sobre o fato de existir uma proporção ideal aluno X professor é também uma discussão que depende de cada caso Há disciplinas onde essa proporção pode ser maior, outras, menores. A distância, algumas podem ter um maior número de tutores outras não. Por isso, não defendo fórmulas com números exatos, mas sim uma avaliação curso a curso, instituição a instituição, caso a caso.

=)

E você, o que pensa?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.