Tema 18/50: Orador ou conteudista? Quem é o professor online?

Quem precisa ser bom orador é palestrante. Para criar experiências de aprendizagem positivas é preciso de um time

Desde o dia 21 de janeiro, participo de uma iniciativa A Educação a Distância no Contexto Atual: 50 temas e 50 dias online. A ideias é ter 50 dias de debate online, as contribuições serão compiladas e selecionadas e-book. Essa iniciativa é um projeto do Grupo A, a ABED e o Guia EAD Brasil. Vou compartilhar minhas impressões sobre os temas, por aqui. Ótimos 50 dias para nós. A apresentação do tema 18 é: Conteudista ou orador? O modelo do ensino presencial ainda é baseado, principalmente, em aulas expositivas. Já na educação a distância, outros recursos mais elaborados (textos, vídeos, podcasts) são utilizados para comunicação e interação entre alunos e professores. Nesse sentido, o professor virtual precisa ser melhor autor, escritor, roteirista, curador, designer do que orador e expositor? Quais são as habilidades que vocês consideram serem mais importantes para o professor?


O modelo de palco, como chamo – aquele que o professor chega e fala, fala, fala – já era. Já era no sentido de que não deveria nem mais ser mencionado como tal, no contexto de hoje. Queria muito dizer que ele acabou, mas ele ainda persiste e insiste em várias instituições. Esse tipo de pessoa pode ter título de professor, mas não o é de fato.

Falemos do professor atual, dos dias de hoje, dos millenials. Mesmo o professor do presencial, ele é muitas coisas, mas não é um orador. Ele evoluiu para mediador, moderador, orientador. Deixou para os palestrantes o palco e desceu para as rodas de conversas e discussões com os alunos.

Agora, falemos do online. O professor online tem uma papel semelhante. Ele escolhe os melhores conteúdos, ele os organiza e apresenta para o aluno via web, em formatos multimodais – texto, som e imagens tudo junto e misturado.

Na minha experiência de produção de cursos, o professor online não precisa ser melhor em nada. Ele continua sendo um curador, ao escolher os melhores companheiros teóricos e práticos para apresentar aos alunos, um orientador nesses caminhos um mediador e moderador quando necessário intervenção. Mas esse professor trabalha em equipe. No presencial, sua equipe é o aluno, no online, sua equipe é formada por designs educacionais, gráficos, de linguagem e profissionais de TI.

Juntos, todos constroem uma experiência de aprendizagem significante para os alunos, o professor e para esse novo time de profissionais que tornam a educação online realidade.


post scriptum

Conheço professores péssimos oradores. Na frente de um auditório, não articulam uma palavra. Ao entrar numa sala de aula, são inesquecíveis.

E você, o que pensa?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.