Tema 22/50: Que medo louco é esse, de que a web substitua os clássicos?

Clássico é clássico. Ponto.

Desde o dia 21 de janeiro, participo de uma iniciativa A Educação a Distância no Contexto Atual: 50 temas e 50 dias online. A ideias é ter 50 dias de debate online, as contribuições serão compiladas e selecionadas e-book. Essa iniciativa é um projeto do Grupo A, a ABED e o Guia EAD Brasil. Vou compartilhar minhas impressões sobre os temas, por aqui. Ótimos 50 dias para nós. A apresentação do tema 22 é: Na era digital há espaço para estudar os clássicos? Nos cursos on-line, o material didático produzido na forma de textos para os ambientes virtuais de aprendizagem, e que remetem aos links da Internet, parece estar se sobrepondo e prescindindo da literatura clássica das diversas áreas do conhecimento que geralmente circulam na forma de livros. Como impedir que isso aconteça? Quais estímulos dar aos alunos para que busquem a literatura de livros e revistas especializadas que circulam na forma impressa ou nas bibliotecas digitais? Como trabalhar o material didático produzido para cursos a distância, de forma que não seja substituto das literaturas clássicas e/ou de qualidade publicadas?


Para começar a discutir esse tema, é preciso fazer uma divisão de bananas e laranjas. Uma coisa é estudar os clássicos. Outra coisa é a forma de apresentar um clássico.


Pausa reflexiva

Adoro tecnologia. Amo de paixão!

Mas, algum tempo atrás, eu dizia para mim mesma que “livro, só impresso”. Quando reformei minha casa, mandei fazer um uma estante de livros de parede inteira. Cinco anos depois, me vi levando caixas e caixas de livros para a doação. Na estante, ficou a poeira e espaços vazios – Marie Kondo ficaria orgulhosa. Por quê? Um eReader, um Kindle. Ele me conquistou. Tenho mais de 500 livros comigo, sempre. Tudo lá.

Também era louca por caneta, lápis, bloco… Escrever, desenhar e colorir num caderno novo, uma sensação divina! Há três anos, comecei a usar tablets e telefone com “canetas”. Hoje, todas as minhas anotações, quando não são digitadas, são escritas numa tela.

Não deixei de ler. E penso que até leio mais, porque agora leio em qualquer lugar. Nem de fazer meus rabiscos, numa tela. Mudei a forma de fazer e me relacionar com livros e anotações.


Existem vários assuntos nesse tema. Um deles é o ensino dos clássicos. Gente! Clássico é clássio! É base teórica! É onde tudo começou. Não tem como fugir do ensino dos clássicos. Ponto.

Outra questão são os links de internet. Não, eles não substituem nada. Assim como estrada não substitui o destino, os links são caminhos que levam a um destino. Ou seja, ele pode ser o caminho até o clássico, até a referência certa.

Assim, o principal estímulo que vai levar o aluno às bibliotecas virtuais, às bases de dados confiáveis é, antes de tudo, uma estrutura de informação do curso bem montada e direcionada para o lugar certo. A segunda é afirmar e reafirmar a importância do conhecimento formal para a formação de base do conhecimento acadêmico.

A terceira e última questão é de fato a forma. E, com isso, inverto a pergunta: a sala de aula tradicional não substituiu a leitura dos clássicos. Assim, se o desenho pedagógico do EaD for feito da forma correta, também não vai substituir a literatura clássica. Ou seja, a forma de trabalhar o material didático – vídeo, texto, infográfico, hiperlinks… – é menos importante do que o desenho educacional que vai utilizar esse material.

Na criação de cursos, meu time tem cinco direcionadores para o design educacional, que ajudam na motivação para os clássicos:

  1. Provoque uma reflexão.
  2. Crie a necessidade do conhecimento.
  3. Mostre sua importância.
  4. Traga para o contexto do aluno.
  5. Provoque uma aplicação.

Garantia de sucesso, não há. Assim como também não há em sala de aula presencial. Mas acreditamos que se esses direcionadores contribuem para levar o aluno pelo caminho mais adequado.

=)

E você, o que pensa?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.